Ediçao Da Semana

Nº 2743 - 19/08/22 Leia mais

Khloé Kardashian abriu o jogo sobre a sua relação com a comida e com o seu peso instável ao longo dos anos. A empresária de 37 anos revelou, também, ter se sentido excluída pelas irmãs – mais magras. E disse como isso refletiu no tratamento com a filha True, de 3 anos.

O desabafo da socialite foi feito em entrevista à revista Health. “Eu me senti excluída toda a minha vida. Eu oscilei [no peso]”, introduz. Khloé explica que mesmo seu maior peso ainda era algo “totalmente padrão nos EUA”. No entanto, admite: “Sempre me senti excluída da minha própria família — não por causa deles”, pondera.

Não à toa, o Instagram de Khloé traz imagens da socialite se exercitando e exibindo o corpaço atualmente. Mas nem sempre foi assim; ela relata até uma relação complicada com a comida: “Quando se trata de comida – eu tive tantos problemas. [Isso] Não aconteceu só por causa de uma pessoa, acho que [veio] da sociedade ou de como as pessoas criticavam meu corpo.”

A empresária e dona da marca Good American relata os momentos em que sofreu com o peso: “Em viagens para fazer compras, eu não conseguia comprar onde elas compravam. Eu seria indiretamente informada pelas marcas que suas roupas não eram para mim porque não faziam um vestido do meu tamanho”, desabafa.

Durante a entrevista, a Kardashian disse que corrige pessoas que, ao se surpreenderem com a altura de sua filha, falam que True “é muito grande”. Por causa do seu trauma no passado, a empresária prefere o termo “alta”, que não deixa dúvidas (já que ‘grande’ pode remeter ao peso, segundo ela).

“Eu tento deixar o mais claro possível. Eu sei que um adulto entende o que significa quando dizem isso, mas eu não quero que ela (True) entenda errado isso”, justifica.