Economia

Kátia Abreu, sobre privatizar Eletrobras: Não é hora de impor tarifa cara


A senadora Kátia Abreu (PP-AL) se posicionou contra a votação da Medida Provisória da Eletrobras, já aprovada na Câmara e em tramitação no Senado. O texto precisa ser aprovado até 22 de junho para não perder validade.

“Aprovar a MP da Eletrobras só se eu estiver doida e morta. Não há possibilidade”, afirmou a senadora. “Nem conhecemos sequer o relatório, e as reformas estruturantes para o Brasil voltar a crescer? Cadê a reforma administrativa e a reforma tributária? Vamos falar de privatização da Eletrobras? É brincadeira, sinceramente, é o carro passando adiante dos bois.”

A senadora disse que a privatização da Eletrobras vai resultar em aumento nas contas de luz, já que a energia deixará de ser valorada por cotas – custo de operação e manutenção – e passará a ser vendida a preços livres.

“Nossa tarifa já é uma das mais caras do mundo. Depois que o contribuinte pagou 30 anos em todas as usinas e todo o passivo e investimento, agora que é hora de pagar a tarifa menor, Paulo Guedes (ministro da Economia) quer vender a Eletrobras para sair de R$ 73 por megawatt-hora para R$ 150, R$ 170, R$ 180 por MWh. Faça-me o favor, não é hora de impor imposto e tarifa cara ao consumidor”, disse.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago