Esportes

Juventus e Atlético empatam em 2-2 em estreia na Champions

O Atlético de Madrid, que perdia por dois gols de diferença até os 25 minutos do segundo tempo, foi buscar o empate em 2 a 2 contra a Juventus de Cristiano Ronaldo, nesta quarta-feira na estreia dos dois pesos pesados do Grupo D da Liga dos Campeões.

Jogando no Wanda Metropolitano de Madri, a Juventus pensava ter garantido três pontos cruciais diante de seu principal adversário na chave com os gols do colombiano Juan Cuadrado (48 min) e do francês Blaise Matuidi (65), mas o Atlético fez jus à fama de time raçudo e foi buscar o empate com o montenegrino Stefan Savic (70) e o mexicano Héctor Herrera (90).

Um resultado que acabou sendo justo para uma partida pegada e de poucos espaços, que deixa Atlético e Juventus com chances de brigar pela primeira colocação da chave antes de encarar respectivamente Lokomotiv Moscou e o Bayer Leverkusen daqui a duas semanas.

– Félix e CR7 discretos –

Todas as atenções antes de partida estavam depositadas no português Cristiano Ronaldo e em seu jovem compatriota João Félix, maior reforço do Atlético para esta temporada. Mas o duelo entre duas das melhores defesas do continente não deixou muita margem para a criatividade: enquanto a Juve apostava todas as fichas nos contra-ataques, o Atlético abusava da bola aérea.

Diante de uma de suas vítimas preferidas na carreira (25 gols em 34 jogos), Cristiano Ronaldo não conseguiu brilhar, ficando longe da atuação de gala que teve contra esse mesmo Atlético nas oitavas de final da Champions no ano passado, quando anotou três gols no jogo de volta para eliminar os Colchoneros.

Para sorte do técnico Maurizio Sarri, a Juventus não precisou de CR7 para ser eficiente, abrindo o placar na volta do intervalo com um rápido contra-ataque que Cuadrado concluiu com um chute no ângulo de Oblak (48).

Em seguida Matuidi pareceu sentenciar o jogo aproveitando de cabeça um cruzamento preciso do brasileiro Alex Sandro (65).

O 2-0 no placar a favor dos italianos parecia um resultado duro demais para o que as duas equipes apresentavam em campo e o Atlético não desistiu. A solução para salvar um pontinho em casa foi uma velha amiga de Simeone: a bola parada.

Em duas bolas alçadas na área italiana, as cabeçadas certeiras de Savic (70) e depois Herrera (90) recompensaram o Atlético por seu poder de reação.

jed-gf/bpa/am

Tópicos

champions ESP fbl ITA