Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

A Juventus obteve a classificação para disputar a final da Copa da Itália, nesta quarta-feira, ao derrotar, por 2 a 0, a Fiorentina, em Turim. O time, que já havia vencido o jogo de ida por 1 a 0, em Florença, vai encarar a Internazionale, que eliminou o Milan. A decisão vai ser dia 11 de maio, em Roma.

A maior diferença nas características entre as equipes foi a objetividade da Juventus. A Fiorentina, precisando reverter a derrota, por 1 a 0, no primeiro duelo, em casa, foi à frente, mas não conseguiu criar muitas oportunidades de gol. Quando criou, desperdiçou.

Já a Juventus suportou a pressão inicial do adversário e, aos poucos, passou a dominar a partida. A presença de Vlahovic no comando do ataque sempre foi motivo de grande preocupação do time de Florença.

Aos 32 minutos, uma bola levantada na área foi mal rebatida pela zaga da Fiorentina. Demonstrando grande domínio de bola e precisão na finalização, Bernardeschi abriu o placar.

Com a vantagem ainda maior na disputa, a Juventus passou a atuar como gosta: nos contra-ataques. Com isso deu espaço para a Fiorentina, que só levou perigo à meta de Perin com Arthur Cabral, aos 40 minutos.

Com o controle da partida, a Juventus atuou de forma confortável no segundo tempo. A Fiorentina não teve força para furar o forte bloqueio do rival. Foram poucas as chances. Uma surgiu após bate-rebate, que Perin defendeu espetacularmente. Em outro lance, Biraghi, de falta, levou perigo.

Em um dos poucos contra-ataques da Juventus no segundo tempo, Rabiot chegou a fazer o segundo gol, mas foi flagrado pelo VAR em impedimento. Os últimos 15 minutos foram marcados pelo desespero da Fiorentina e os contra-ataques da Juventus.

Perin fez mais duas belas defesas e a Juventus carimbou a passagem para a final com um gol de Danilo, aos 49 minutos, após bela jogada de Cuadrado pelo lado direito.