A Juventus anunciou oficialmente nesta quarta-feira (12) a contratação do técnico Thiago Motta, que chega ao time de Turim para substituir Massimiliano Allegri.

“É oficial. O próximo treinador da Juventus será Thiago Motta. O técnico ítalo-brasileiro assinou com a Juventus até 30 de junho de 2027”, informou a ‘Velha Senhora’ em comunicado.

Motta, de 41 anos, chega a seu primeiro grande clube europeu depois de levar o Bologna, grande surpresa da temporada no futebol italiano, à Liga dos Campeões pela primeira vez em sua história.

“Estou realmente feliz de começar uma nova experiência à frente de um grande clube como a Juventus”, afirmou o treinador no mesmo comunicado.

A imprensa italiana, que dava a contratação de Thiago Motta pela Juve como certa há semanas, informou que o ítalo-brasileiro receberá um salário anual de 3,5 milhões de euros (R$ 20,4 milhões na cotação atual).

Apesar de ter conquistado sua 15ª Copa da Itália, a temporada da Juventus foi decepcionante, ao ficar 23 pontos atrás da campeã Inter de Milão na Serie A, e só conseguir três vitórias nos últimos 17 jogos do campeonato.

A diretoria do clube de Turim aposta em Thiago Motta para mudar a cara da equipe e implementar seu estilo ofensivo, cujo grande mentor é Gian Piero Gasperini, atual técnico da Atalanta e que comandou Motta quando era jogador do Genoa.

Apesar da frágil situação financeira, a Juventus quer se reforçar nesta janela de transferências.

Os nomes do brasileiro Douglas Luiz, meio-campista do Aston Villa, e do inglês Mason Greenwood, que jogou na última temporada pelo Getafe apesar de pertencer ao Manchester United, foram apontados como possíveis contratações.

A Juventus registrou um prejuízo de 123,7 milhões de euros (R$ 722,5 milhões) durante o ano financeiro de 2022-23.

jr/bvo/eb/ol/cb/dd

JUVENTUS FOOTBALL CLUB