Geral

Justiça penhora R$ 100 mil em bens pessoais do pastor Valdemiro Santiago

Crédito: Reprodução

Por causa de dívidas referentes ao aluguel de um templo em Sertãozinho, cidade localizada no interior de São Paulo, o pastor e fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago, teve R$ 100 mil em bens pessoais penhorados pela Justiça de São Paulo. As informações são do colunista Rogério Gentile, da Folha de S. Paulo.

A decisão foi proferida pelo juiz Nemércio Rodrigues Marques, que condenou o pastor pelas dívidas do imóvel com 343,32 m² alugado em 2017.


A igreja chegou a fazer um acordo com a empresa proprietária do prédio, Branca Holding, mas não cumpriu. Por isso, a companhia resolveu solicitar a execução orçamentária dos bens pessoais de Valdemiro na Justiça.

Contudo, o pastor alegou que não faz parte do quadro societário da igreja e, por conta disso, não tem responsabilidade pelo aluguel do imóvel. Ele ainda pode recorrer da decisão.

No processo, a defesa da Igreja Mundial do Poder de Deus alegou que vem passando por dificuldades financeiras devido a pandemia de Covid-19: “A igreja depende única e exclusivamente das contribuições de seus fiéis para manutenção dos pagamentos de seus fornecedores, parceiros e colaboradores”.