Brasil

Justiça nega devolução de cachorro gigante após dona se arrepender da doação

Crédito: Divulgação

O caso ocorreu em Cuiabá, no Mato Grosso, a dona tentou reaver seu cão na Justiça, mas teve o pedido negado. O julgamento aconteceu na última quarta-feira (22), na Quarta Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), de acordo com o portal G1. O animal é um dogue alemão de pelagem arlequim, considerado um dos mais altos do mundo.

A mulher alega que o cachorro não foi dado de graça. Um acordo verbal teria sido feito, no qual um beagle (cachorro de pequeno) seria dado em troca, trato que não foi cumprido. Ela menciona ainda que, a atual dona do cão não reúne estrutura para criar o animal.

Ao G1, a relatora do processo, desembargadora Serly Marcondes, chamou atenção para as provas contidas nos autos do caso. Elas dão conta de que a entrega do cachorro à mulher se deu por livre e espontânea vontade e sem qualquer exigência de contrapartida financeira ou permuta por outro animal. Por meio do aplicativo WhatApp, a dona do cachorro ofereceu à mulher o cachorro para fosse adotado por qualquer pessoa que tivesse interesse em cuidar do animal.

“A doadora, por meio de áudio, expõe o interesse de doar o cão em decorrência da falta de tempo e compromissos profissionais que a impediam de oferecer o devido cuidado ao animal, objeto do imbróglio instalado entre as partes”, disse a desembargadora.

Marcondes acrescentou ainda que, de acordo com os autos, a atual dona do dogue alemão possui  um hotel para cachorros com espaço pouco maior que dois mil metros quadrados, com amplas condições para criar o animal.