Mundo

Justiça francesa decreta probição do uso de ‘burquíni’ em piscina públicas do país

Crédito: Divulgação/Madamme BK

Burquíni é usado por mulheres muçulmanas em piscinas públicas da França (Crédito: Divulgação/Madamme BK)

A Justiça da França decretou, nesta quarta-feira (25), a proibição do “burquíni”, uma roupa de banho que cobre todo o corpo das mulheres e deixa apenas o rosto descoberto. De acordo com a decisão, a peça afeta “o princípio de neutralidade do serviço público”. As informações são do G1.

O burquíni é muito usado por mulheres muçulmanas. E as regras das piscinas públicas francesas são bem específicas, tanto que homens são obrigados a usarem sungas.


A cidade de Grenoble tinha liberado as roupas na piscina, assim como vestimentas longas para homens e até mesmo o topless para mulheres. O projeto tinha sido aprovado na última semanda, mas a decisão da corte afirma que seria “uma violação da regra geral que obriga a utilização de uma indumentária justa ao corpo para permitir que certos usuários ignorassem com uma finalidade religiosa”.

Nas redes sociais, Gérald Darmanin, ministro do Interior da França, celebrou a decisão. “Depois de nosso recurso, o tribunal administrativo suspende a deliberação da Câmara Municipal de Grenoble que autorizava o burquíni nas piscinas municipais”, escreveu.