Brasil

Justiça determina soltura do ex-governador de MG Eduardo Azeredo

Crédito: Agência Brasil

O ex-governador de MG Eduardo Azeredo (PSDB) (Crédito: Agência Brasil)

A Justiça em Minas Gerais mandou soltar o ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (ex-PSDB), condenado a 20 anos e um mês de prisão por participação no mensalão mineiro. O alvará de soltura foi expedido na tarde desta sexta-feira, 8, pela Vara de Execuções Penais do Fórum Lafayette, na capital.

O ex-governador está preso em um batalhão do Corpo de Bombeiros na zona sul da capital e pode deixar o local a qualquer momento. O ex-tucano cumpre pena desde 23 de maio do ano passado.

O mensalão mineiro foi como ficou conhecido o esquema de desvio de recursos de empresas públicas de Minas Gerais, como o então Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge), para o financiamento da campanha de Eduardo Azeredo à reeleição em 1998, disputa em que o tucano foi vencido pelo ex-presidente Itamar Franco.

O advogado de Azeredo, Castelar Neto, disse que a saída do ex-tucano era esperada, “após o novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF). Preservou-se a garantia constitucional da necessidade do trânsito em julgado para a declaração da culpa”.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ Dancinha de Miley Cyrus com namorado no TikTok viraliza e ganha versões brasileiras
+ Kawazaki suspende suas vendas na França
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior