Brasil

Justiça decide pedido de habeas corpus para ex-ministro Milton Ribeiro nesta quinta-feira

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro (Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Justiça deve decidir, nesta quinta-feira (23), o pedido de habeas corpus para a liberação de Milton Ribeiro, ex-ministro da Educação, preso por suspeita de corrupção e tráfico de influência durante sua passagem pelo cargo.

Milton Ribeiro passou a noite na Superintendência da Polícia Federal de São Paulo, onde vai ser ouvido em uma audiência de custódia a ser feita por vídeoconferência.


Antes, a Justiça Federal já havia negado o pedido da defesa e determinou a transferência para Brasília, mas a Polícia Federal disse que não havia recursos logísticos para realizar o procedimento em pouco tempo.

O ex-ministro foi preso na quarta-feira (22), por volta de 7h, em Santos. Ele deixou o governo do presidente Jair Bolsonaro em março deste ano, sob forte pressão de estar envolvido em um esquema de corrupção, o mesmo que o fez ser investigado pela PF.

A investigação apura denúncia de que os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, também presos, cobravam propina para facilitar a liberação de recursos do MEC para algumas prefeituras.

Logo após a prisão, a defesa do ex-ministro admitiu que houve um depósito de R$ 50 mil na conta de Myriam Ribeiro, mulher de Milton, e que o valor estaria ligado aos pasotres, mas que seria referente à venda de um carro.