Geral

Justiça condena a 16 anos de prisão jovem que confessou ter matado ex-namorada

Crédito: Reprodução/Facebook

O jovem Jackson Silva dos Santos foi condenado a 16 anos de prisão em júri popular pela morte da ex-namorada, de 17 anos, em Sorocaba (SP). O julgamento ocorreu na quinta-feira (4). Geovanna Crislaine Soares da Silva foi morta a facadas em 27 de outubro de 2018. As informações são do G1.

O corpo da vítima foi encontrado ao lado de um carro com as portas abertas. Na época, Jackson chegou a procurar a polícia para se entregar, mas foi solto por conta da lei eleitoral. Dias depois, ele acabou sendo preso definitivamente.

Durante uma audiência em 2019, o rapaz confessou o crime. De acordo com Jackson, foi buscar Geovanna no trabalho e os dois discutiram. Por conta de uma crise de ciúme do ex-namorado, a vítima jogou o celular para fora do carro. Na sequência, Jackson a esfaqueou e fugiu do local do crime.

O casal namorou por três anos e o crime foi cometido dois meses após o término do relacionamento. Durante o depoimento, o homem chegou a dizer aos policiais que estava arrependido.


+ Homem que vivia ‘casado’ com a própria filha é preso após polícia investigar agressão contra criança
+ Família de Schumacher coloca mansão à venda por R$ 400 milhões
+ Pão de Queijo: faça uma das receitas mais gostosas do Brasil



Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS