Economia

Jucá: impacto no Tesouro pode ser de R$ 40 bi se Eletrobras sair da bolsa de NY


Se a Eletrobras por retirada da lista de negociação da bolsa de Valores de Nova York, o Tesouro Nacional poderá ter que bancar R$ 40 bilhões com a aceleração da dívida da empresa. A informação é do ministro do Planejamento, Romero Jucá.

“A Eletrobras precisa apresentar nos Estados Unidos o balanço e até agora a KPMG não assinou o balanço e está com pendência nessa questão. Isso gera um problema porque em tese a CVM não aceita balanço com ressalva”, explicou. Segundo ele, se não se resolver isso, pode gerar uma quebra de avaliação da Eletrobras e impactar a necessidade de regaste de bônus que foram feitos no mercado internacional. “É algo que não está previsto e que pode chegar a R$ 40 bilhões e onerar o Tesouro”, afirmou.

O ministro disse que espera até o dia 18 de maio, prazo para entrega de documentação à SEC – a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos -, encontrar uma solução. “Vamos atuar”, disse. “Estamos pegando uma bomba armada” acrescentou.

Veja também
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago