Geral

Jovem grávida é agredida por policiais em abordagem no Recife

Crédito: Reprodução

Na última segunda-feira (30), uma jovem grávida foi agredida por policiais após uma abordagem na Comunidade de Pocotó, na zona sul de Recife. As informações são do UOL.

Grávida de 5 meses, Emily da Silva, de 18 anos, estava chegando em casa quando viu o companheiro, de 16, detido pelos policiais.

Ela questionou o motivo da prisão e um dos policiais teria dado um soco em sua barriga. Emily caiu e foi mais uma vez agredida.

De acordo com a jovem, um dos policiais deum um “mata-leão” nela. Um golpe de estrangulamento das artes marciais utilizado para imobilizar. Ela foi detida e, ao relatar dores e sangramentos, os policiais a encaminharam para uma Unidade de Pronto Atendimento. Ela diz que não foi examinada corretamente.

“Os médicos me deram duas injeções lá que eu nem sei o que foi, e mandaram eu ir embora. Mas não me explicaram se eu tive algo ou se o meu bebê está bem”, relatou”, conta.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Em nota, a Polícia Militar de Pernambuco disse que a abordagem ocorreu em uma função de uma denúncia de tráfico de drogas. Leia a íntegra.

“Na tarde desta segunda-feira (30), policiais militares do 19º BPM receberam informações de populares que estava ocorrendo uma ‘prestação de contas’ relacionado ao comércio de tráfico de drogas, a uma mulher grávida, na Avenida Ernesto de Paula Santos, em Boa Viagem. Ao chegar no local, o efetivo visualizou três pessoas conversando num beco, dentre elas a gestante acompanhada do seu namorado menor de idade e um outro rapaz. Na abordagem, a mulher empreendeu fuga e gritou que não poderia ser presa por estar grávida. Os policiais conseguiram detê-la e diante disso a gestante começou a incitar a população contra o policiamento, fazendo com que os populares partissem para cima do efetivo e a conduzida deferisse socos, chutes e mordidas nos policiais militares. Diante dos fatos, a mulher foi contida e as partes foram levadas para a UPA da Imbiribeira e após alta médica foram conduzidas para a GPCA para adoção das medidas cabíveis. O menor foi apreendido por ato infracional a crime assemelhado a tráfico de drogas, o outro homem foi liberado e a mulher respondeu por desacato. Os policiais militares sofreram diversas escoriações e realizaram exame de corpo de delito”.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel