Geral

Jovem confessa ter colocado fogo em escola por sofrer bullying em SP

Crédito: Reprodução/O Vale Do Ribeira

Um rapaz de 20 anos, que não teve a identidade revelada, foi preso em Pariquera-Açu (SP) após confessar ter incendiado uma escola estadual. Ele é ex-aluno e disse que cometeu o crime por sofrer bullying. As roupas usadas por ele no dia do ataque também foram queimadas. As informações são do G1.

O incêndio, de acordo com o G1, destruiu parte da Escola Estadual Professor José Vicente Bertoli, que atende mais de 400 alunos na cidade. Livros, móveis, teto, salas e um laboratório de informática foram destruídos. O delegado Fábio Maia, responsável pelo caso, disse que o jovem cometeu o crime por sofrer bullying de moradores do bairro e estudantes da unidade.

“Ele deixou a escola há alguns anos, mas afirmou que zombavam dele, principalmente quando jogava bola, e queria fazer algo que chamasse a atenção”, declarou o delegado. “Cumprimos mandado na casa dele e não encontramos nada ligado ao incêndio, mas, ele assumiu o crime e afirmou que queimou tudo que usou no dia que incendiou o local”, completou Maia em entrevista ao G1.