Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

A jornalista italiana Greta Beccaglia, assediada ao vivo por um torcedor após um jogo da Série A, em novembro, segue machucada com a situação. Em entrevista à Marie Claire, ela relembrou o episódio, dizendo que deseja que sua denúncia ajude na luta contra o machismo e violência contra a mulher no futebol.

“No momento em que isso aconteceu, me senti muito machucada, mas tentei continuar em respeito às pessoas que estavam acompanhando o programa ao vivo”, declarou a jornalista. Segundo ela, as lembranças daquele dia ainda são dolorosas: “Me sinto machucada e com medo da indiferença que as pessoas demonstraram durante todo o episódio”.

O acontecimento ganhou repercussão internacional e Greta recebeu apoio do futebol, o que lhe deu um pouco de esperança. “Espero que o que aconteceu comigo possa mudar muitas coisas do ponto de vista cultural e social no meu país, mas também fora dele”. A jornalista segue encorajando mulheres a denunciar qualquer tipo de violência

Atualmente, Greta deseja voltar à normalidade e crescer profissionalmente, sendo reconhecida pelo seu trabalho, não pelo que aconteceu.