Mundo

Jornalista italiano Sergio Zavoli morre aos 96 anos

ROMA, 5 AGO (ANSA) – Sergio Zavoli, considerado um dos grandes nomes do jornalismo televisivo da Itália, morreu nesta terça-feira (4), em Roma, aos 96 anos de idade.   

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

O jornalista, que também era escritor e político, foi o “pai” do “La Notte della Repubblica”, um dos programas mais históricos da televisão italiana. Ele foi transmitido entre 1989 e 1990, na emissora “Rai”.   

Em sua carreira, Zavoli foi comentarista de rádio, co-diretor de notícias, presidente da Rai (1980 – 1986), senador (2001 – 2018) e autor de diversos livros de investigação que marcaram história.   

O prefeito de Rimini, Andrea Gnassi, afirmou que o corpo de Zavoli será enterrado na cidade italiana, bem próximo ao do grande amigo e diretor Federico Fellini.   

“Esta manhã, com palavras delicadas e precisas, a família de Zavoli transmitiu o desejo de que Sergio ‘seja trazido de volta a Rimini para descansar ao lado de Federico'”, comentou Gnassi.   

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, também lamentou a morte do jornalista.   

“Sergio Zavoli não era apenas um jornalista. Ele era um intelectual: investigou, analisou e contou. Há homens que acreditam que sabem de tudo, ele ‘sabia que não sabia’. Zavoli tinha no coração a ética profissional e seu trabalho nunca sucumbiu ao sensacionalismo, favorecendo a mecânica da informação”, concluiu. (ANSA).   

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea