Televisão

Jornal Nacional divulga nota de Luciano Hang sobre ‘maquiagem’ de números da Covid-19

Jornal Nacional divulga nota de Luciano Hang sobre ‘maquiagem’ de números da Covid-19

O Jornal Nacional deste sábado (27) divulgou um pedido de esclarecimento de Luciano Hang, dono da Havan, sobre uma matéria sobre ‘maquiagem’ de dados de Covid-19 no Brasil. O âncora da edição de ontem, Flavio Fachel, leu o seguinte texto.

“O Jornal Nacional recebeu do empresário Luciano Hang um pedido de esclarecimento sobre nossa reportagem de 8 de junho sobre a mudança de metodologia que o Ministério da Saúde tentou fazer na divulgação do número de doentes e mortos pela Covid-19. Hang esclarece que a sua intenção no vídeo, que divulgou nas redes sociais e foi apresentado na reportagem, não foi propor que os números fossem maquiados. Ele diz que apenas defendeu a metodologia que considera mais correta e que coincidia com a que o Ministério da Saúde chegou a adotar antes de ser obrigado a voltar atrás por decisão do STF”, leu o jornalista.

No dia 8 deste mês, o JN exibiu uma reportagem que falava sobre o desejo do Ministério de Saúde de alterar o critério para a divulgação dos números da Covid-19. Na ocasião, o governo começou a atrasar os dados, e Bolsonaro chegou a provocar a Globo ao dizer que havia “acabado a matéria no Jornal Nacional”. Luciano Hang defendeu a medida, questionada por especialistas de saúde e barrada pelo STF.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Descoberta no deserto do Kalahari leva a revisão da origem humana
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS