Geral

Joice diz ter dois suspeitos de agressão; um deles é “um grande desafeto político”

Crédito: Reprodução

A Polícia Legislativa (Depol) abriu uma investigação para apurar o que ocorreu com a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), que relatou ter acordado ensanguentada, no último dia 18, em seu apartamento funcional, em Brasília. De acordo com Joice, ela passou à Depol os nomes de dois suspeitos.

A deputada não revelou as identidades, mas afirma que um deles é um grande desafeto político. “Eu tenho uma suspeita e passei para o Depol o nome de uma pessoa, um grande desafeto político, que tem acesso a esse bloco de maneira muito fácil. Passei dois nomes, na verdade”, afirmou Joice em entrevista coletiva em seu apartamento.

Conforme a deputada, uma destas pessoas já a teria ameaçado até publicamente. “O outro é um desafeto que já me mandou alguns recados um pouco pesados e recentemente eu dei uma entrevista em outro estado brasileiro, fazendo críticas muito duras a essa pessoa”, afirmou. “Eu sei que um deles tem acesso muito fácil ao prédio. E o outro tem acesso muito fácil aonde quer que ele queira”, disse Joice.

Marido nega agressão

O neurocirurgião Daniel França, marido de Joice, negou qualquer possibilidade de ter agredido a mulher. O casal, no entanto, não descarta completamente a possibilidade de ter sido um acidente doméstico.

“Primeira coisa, eu nunca agredi ninguém, nunca dei um tapa em ninguém, nem um murro em ninguém. Segunda coisa, eu não tenho nenhum motivo para fazer isso, eu jamais faria isso. Então, é exatamente por esta razão que tudo o que eu pude fazer para tentar comprovar o contrário, eu estou fazendo. Fui espontaneamente à polícia prestar depoimento. Me coloquei inteiramente à disposição de tudo, da imprensa, de tudo”, afirmou França.

França foi quem socorreu a mulher. Questionados sobre a demora para registrar uma ocorrência sobre o caso, o que só foi feito na quinta, e também para procurar apenas o hospital, o que se deu na terça-feira, o casal afirmou que imaginaram no começo se tratar de um acidente doméstico. “Até quarta de manhã, eu tinha achado que tinha tomado um tombo, mas foram aparecendo hematomas em lugares que não tinha aparecido”, disse a deputada.

Na sexta-feira (23), Joice prestou depoimento na Polícia Legislativa, que atua no Congresso Nacional. O Depol é o órgão responsável por cuidar da segurança dos parlamentares. “O Depol está ouvindo pessoas e analisando imagens do circuito fechado de TV do prédio em que a deputada reside”, diz a nota da Câmara. A investigação está sob sigilo.

* Com informações da Agência Estado

Veja também
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago