Esportes

Joia, multa milionária e estrela: garoto do Ninho tem início promissor entre os profissionais do Flamengo

Victor Hugo, que completou 18 anos nesta quarta-feira, quando marcou seu primeiro gol profissional pelo Flamengo, é visto como uma das principais joias do Ninho do Urubu

Joia, multa milionária e estrela: garoto do Ninho tem início promissor entre os profissionais do Flamengo

No dia em que completou 18 anos, Victor Hugo marcou seu primeiro gol pelo time principal do Flamengo. O 10 de maio de 2022 jamais sairá da memória do jovem atacante que, sob o comando de Paulo Sousa, dá seus primeiros passos na equipe profissional de maneira promissora. Tratado como uma das joias do Ninho, Victor Hugo tem contrato longo, multa rescisória milionária e muito mais a mostrar.

+ Mãe confessa ter matado três filhos com a ajuda do irmão mais velho deles
+ SP: Polícia encontra milhares de capacetes de moto escondidos em telhado de loja
+ Vídeo: Jade Picon sensualiza com body transparente e cavadíssimo


ELOGIOS DO MISTER

Responsável por promover os primeiros passos de Victor Hugo no time principal do Flamengo, Paulo Sousa fez elogios ao garoto após a vitória sobre o Altos. Citando várias qualidades, o técnico afirmou que o camisa 29 tem ‘todas condições” de representar o clube da Gávea.

– Tem boa capacidade de interpretação de espaços, joga bem de costas e fisicamente é um bom jogador, é explosivo. Tem uma leitura de jogo muito boa. É um jogador que dentro da área, como hoje se viu, tem muita presença. Tem gol – avaliou Paulo Sousa, que tem olhado para os jovens das divisões de base do clube com atenção. –

MULTA RESCISÓRIA MILIONÁRIA!

Aos 16 anos, em 2020, Victor Hugo assinou seu primeiro contrato com o Flamengo: era válido até 2025 e contava com multa rescisória de 50 milhões de euros para clubes do exterior. O desempenho e os vários gols pela equipe Sub-17 fizeram a diretoria rubro-negra oferecer um novo vínculo à joia ainda no fim de 2021, prorrogando o mesmo até 2027 e subindo a rescisão para 100 milhões de euros.

ACOSTUMADO A DECIDIR NA BASE

Ao estrear contra o Altos, em Teresina, Victor Hugo já deu assistência para João Gomes marcar o gol da vitória por 2 a 1, em Teresina. Dias depois, entrou no jogo contra o Talleres, pela Libertadores fora de casa, e, no jogo de volta da Copa do Brasil, fez o gol que tranquilizou e garantiu a classificação do Flamengo. O poder de decisão do garoto já é conhecido na base, onde o atacante coleciona títulos e gols.

Em 2022, no seu primeiro ano no Sub-20, são cinco gols em 10 jogos por ora Na última temporada, vestindo a camisa 10, anotou 28 gols e 15 assistências, sendo o protagonista nos títulos do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil e da Supercopa do Brasil pelo Sub-17. Marcou, por exemplo, dois gols na final do Brasileirão contra o Vasco.