Esportes

Johnson rejeita projeto de Rashford para combater fome

LONDRES, 26 OUT (ANSA) – O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, rejeitou um projeto do atacante Marcus Rashford, do Manchester United, para combater a fome de crianças de famílias carentes no país.   

O programa de ajuda financeira ganhou força em junho após uma campanha nas redes sociais do jogador de 22 anos de idade.   

Em uma visita ao hospital de Reading, na Inglaterra, Johnson elogiou o compromisso de Rashford, mas garantiu que o governo está colocando em prática “outras ferramentas” para garantir a ajuda alimentar para famílias carentes.   

O plano que governo britânico colocará em prática não precisará estender o auxílio alimentar escolar, mesmo no período das férias em que as escolas permanecerão fechadas.   

“Eu entendo isso e aprecio o que Rashford está fazendo para combater a fome. O debate é, no entanto, sobre como lidar com isso”, declarou Johnson.   

Rashford promoveu uma petição online a favor da distribuição do plano de vale-alimentação mesmo com as escolas fechadas. Ela já recebeu cerca de 900 mil assinaturas. (ANSA).   

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel