Economia

John Elkann, o cosmopolita heredeiro dos Agnelli à frente da Fiat-Chrysler

John Elkann, o cosmopolita heredeiro dos Agnelli à frente da Fiat-Chrysler

O presidente do grupo automotivo da Fiat-Chrysler, John Elkann, fala com a imprensa na Universidade Bocconi em Milão, Itália, em 27 de maio de 2019 - AFP

Nascido em Nova York, ele cresceu no Brasil, estudou em Paris e trabalho na Polônia. John Elkann, herdeiro da dinastia italiana Agnelli, fundadora da Fiat, exerce com total autoridade a presidência do poderoso grupo automotivo Fiat-Chrysler, que discute sua fusão com a Renault.

Aos 43 anos, John Elkann foi formado por seu avô, o lendário “advogado” Gianni Agnelli, e assumiu em 2010 a presidência da Fiat, maior grupo industrial italiano.

Elkann, desde 2004 vice-presidente da Fiat, substituiu Luca Cordero di Montezemolo, que cumpriu a passagem do herdeiro da família Agnelli à frente do grupo.

+ “Filho é um inferno e atrapalha”, diz Fábio Porchat sobre não querer ser pai

Representante da quinta geração dos Agnelli e nomeado herdeiro aos 22 anos por seu avô, antes de morrer em janeiro de 2003, John é filho de Margherita Agnelli, a filha de Gianni Agnelli e do escritor e jornalista Alain Elkann.

Yaki, como costuma ser chamado em família, é o único representante da família dentro da direção do grupo.

Seu irmão Lapo deixou o cargo na companhia, bem como seu primo, Andrea Agnelli, filho de Umberto, que se tornou investidor independente.

+ Polícia aborda ambulância com sirene ligada e descobre 1,5 tonelada de maconha

Alto, magro e refinado, Yaki Elkann é uma pessoa cosmopolita. Ele nasceu em Nova York e já morou no Brasil, em Paris e em Londres. Estudou engenharia e adora internet.

Quando era adolescente, seu avô lhe obrigava a passar as férias trabalhando na fábrica.

– Educado para correr riscos –

De acordo com um método muito pessoal, o famoso “Advogado”, como eles chamavam seu avô, queria correr riscos em todos os campos para medir seu próprio temperamento, particularmente nos esportes. Ele forçava seus netos a cruzar as pistas de esqui mais perigosas, se lançar de um helicóptero ao mar ou nadar quilômetros para chegar a uma ilha.

“Costumávamos esquiar juntos, ele nos levou a descobrir lugares desconhecidos, em áreas difíceis”, disse ao jornal Il Corriere della Sera em uma entrevista.

Formado engenheiro pelo Politéctino de Turim em 2000, trabalhou como operário na fábrica Magneti Marelli, na Inglaterra, integrou a cadeia de montagem do Fiat 500 na Polônia e foi vendedor em uma sucursal da Fiat no norte da França.

Em 2001, começou sua carreira profissional como auditor da General Electric antes de se mudar, em 2002, para a Lingotto – lendária sede da fábrica de automóveis de Turim.

Apesar de sua juventude e da voz suave, seu manteve o pulso firme ao longo dos anos para impor suas decisões.

Casado com Lavinia Borromeo, pertencente a uma conhecida família aristocrática italiana, Elkann é pai de três filhos.

Por trás do aspecto reservado e de filho de boa família se esconde um homem de aço, segundo a revista italiana Panorama, que também lembra que nunca esqueceu suas raízes de Turim, onde nasceram seus filhos, cujos nomes surpreendem pela originalidade: Leone, Oceano e Vita.

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês
+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Educar é mais importante do que colecionar