Esportes

Jogadores do PSG “não têm medo”, responde Marquinhos a Tuchel

É impossível que jogadores como os do Paris Saint-Germain tenham “medo de disputar grandes jogos”, garantiu neste sábado (22) o zagueiro Marquinhos, respondendo ao técnico do clube, Thomas Tuchel, que lamentou o “medo” sentido por sua equipe na partida contra o Borussia Dortmund na Champions.

Após a derrota por 2 a 1 para o Borussia na terça-feira (18), no jogo de ida das oitavas de final da competição continental, o técnico alemão afirmou que os jogadores do clube parisiense “jogaram com medo de cometer erros” e “sem confiança”.

“Ele disse isso?”, se surpreendeu Marquinhos durante a coletiva de imprensa na véspera da partida contra o Bordeaux, válida pelo Campeonato Francês. “Não posso comentar, teria que ouvir a declaração, mas não acho que houve medo”, declarou o zagueiro.

“Somos grandes jogadores acostumados a jogar grandes partidas, alguns de nós foram campeões do mundo. Não dá pra dizer que esses jogadores têm medo de jogar grandes jogos”, completou o brasileiro. “Não tivemos nossa melhor noite, mas o resultado não é o mais catastrófico do mundo, sabemos de nossa força e sabemos que será complicado para o Borussia fazer o mesmo jogo no Parque dos Príncipes” no jogo de volta, no dia 11 de março.

Em relação à decisão de Tuchel de modificar o esquema tático habitual, deixando no banco o atacante argentino Mauro Icardi para jogar com três zagueiros, Marquinhos afirmou entender o técnico.

“Ele tem sua maneira de pensar, ele nos dá muita informação, tenta encontrar um esquema tático que possa dar uma vantagem. Foi um jogo em que voltaram muitos jogadores lesionados, então talvez por isso ele mudou o esquema”, analisou o jogador.

“A melhor resposta é no campo, não é uma derrota que vai mudar tudo, nos desestabilizar e nos desanimar”, concluiu Marquinhos.

ama/dga/gh/am