Comportamento

Jogadas suspeitas dos pais de Neymar

Pais do jogador são denunciados em caso de sonegação de impostos e craque se envolve em polêmica com comentarista

Crédito: John Schults

SÓ RISOS O craque com os pais: eles questionam valor cobrado pela Prefeitura de São Vicente (Crédito: John Schults)

Titular absoluto como camisa 10 da Seleção Brasileira na Copa da Rússia deste ano, Neymar tem levado dribles feios fora de campo. Os pais do jogador são acusados pela Prefeitura de São Vicente (SP) de sonegar impostos. De acordo com a prefeitura, a empresa N&N Consultoria Esportiva e Empresarial, que tem como sócios-proprietários Nadine Gonçalves e Neymar da Silva Santos, não recolheu o ISS (Imposto Sobre Serviços) por intermediar a transferência do jogador do Santos para o Barcelona, em 2013. O valor pedido é R$ 1,95 milhão. Os pais de Neymar negam a dívida e afirmam que o valor não poderia ser cobrado por não se tratar de um serviço prestado, mas de uma indenização relacionada à transferência do jogador. Em 2014, a N&N mudou de sede para a cidade vizinha de Santos. A consultoria também é investigada pelo Ministério Público Federal por conta da transferência de Neymar para a Espanha. Segundo a acusação, a empresa fez duas transações com o Barcelona com a finalidade de sonegar impostos e que totalizam 40 milhões de euros. Neymar ainda briga nos tribunais da Espanha por conta dessa mesma transferência ao Barcelona. Em 2017, o jogador escapou de uma multa de R$ 200 milhões na Receita Federal envolvendo sonegação.

“MIMADO”

Após a derrota do Paris Saint-Germain (de Neymar) para o Real Madrid (de Cristiano Ronaldo) pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, o comentarista da Globo Walter Casagrande acusou o jogador de ser “mimado”. Neymar não gostou. Nem seu enrolado pai, que saiu em defesa do filho nas redes sociais chamando Casagrande de “abutre”.