ISTOÉ Gente

Joelma lamenta morte de fã causada pelo novo coronavírus: “No meu coração pra sempre”

Crédito: Reprodução Instagram

A cantora Joelma que tem milhares de fãs e admiradores espalhados pelo mundo, deu uma notícia triste em sua rede social nesta quarta-feira (16). No Instagram, ela lamentou a morte de um fã chamado Everaldo, que faleceu vítima do novo coronavírus.

“Quando eu digo que meus fãs são minha segunda família, não estou dizendo por acaso. O Everaldo me acompanhou tantos anos e sempre me chamou a atenção por esse jeito de paizão que tinha com os integrantes mais novos do meu fã-clube. O seu abraço era tão sincero e aconchegante que, quando eu ganhava, remetia um pedacinho do meu lar”, escreve a artista na legenda da foto em que aparece abraçada com o fã.

Em solidariedade a família de Everaldo, a loira mandou um recado desejando sentimentos pelo momento difícil: “Expresso meus sentimentos sinceros pela sua partida, as recordações cercadas de afeto serão o seu legado no meu coração pra sempre. Descanse nos braços do Pai, muita força e fé para toda a sua família neste momento, vocês estão nas minhas orações”, concluiu.

Vale lembrar que no começo de agosto Joelma também contraiu a doença após fazer exames rotina. Ela está bem e apenas apresentou sintomas leves.

Veja a publicação de Joelma na rede social:

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel