Esportes

João Paulo recebe proposta do Goiás, mas continua na Ponte Preta

Vice-artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro, com seis gols, o meia João Paulo despertou a atenção de alguns clubes da elite, entre eles o Goiás. Mas, pelo menos por enquanto, o camisa 10 vai continuar na Ponte Preta.

João Paulo, de 30 anos, tem os direitos econômicos ligados ao Tombense-MG e está emprestado até o fim da Série B, que vai terminar em fevereiro do ano que vem.

O Goiás entrou em contato com o clube mineiro. Mas as conversas não evoluíram e João Paulo está à disposição do técnico João Brigatti para o jogo de domingo, contra o Confiança, às 20h30, no estádio Moisés Lucarelli, pela 11ª rodada da Série B.

Na Ponte Preta desde o início de 2020, o camisa 10 disputou 28 partidas e marcou nove gols até agora. Ele foi eleito um dos melhores meias do Campeonato Paulista.

Com a sua permanência assegurada, a Ponte Preta encerra a preparação para o jogo contra o Confiança neste sábado. O volante Luis Oyama cumpre suspensão, enquanto o zagueiro Luizão e o volante Dawhan voltam a ficar à disposição.

A Ponte Preta vem de uma eliminação na 4ª fase da Copa do Brasil, para o América-MG, ao perder por 3 a 1, mas está na terceira colocação da Série B, com 18 pontos.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Microsoft Edge recebe nova funcionalidade para aumentar velocidade de carregamento

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar