Geral

J&J revisa casos ‘raros’ de coágulos após vacinas e atrasará envios à Europa


A Johnson & Johnson (J&J) afirmou, em comunicado divulgado nesta terça-feira, 13, que revisa os dados “extremamente raros” de coágulos sanguíneos em pessoas que receberam sua vacina contra a covid-19. A empresa ressalta o fato de que foram apenas seis episódios nos Estados Unidos, em mais de 6,8 milhões de doses já aplicadas do imunizante, mas ressalta sua preocupação com a segurança e o bem-estar das pessoas que utilizam seus produtos.

Como cautela, autoridades dos EUA determinaram uma pausa no uso da vacina da empresa. A J&J afirma que decidiu por contra própria atrasar o envio de sua vacina à Europa, além de informar que revisa esses casos registrados também com autoridades de saúde europeias.

A empresa diz que as pessoas que, após a vacinação, apresentarem dores de cabeça fortes, dor abdominal, dor nas pernas ou falta de fôlego dentro de três semanas devem procurar atendimento médico.

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS