Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Preso no complexo penitenciário de Bangu no Rio de Janeiro, Roberto Jefferson, presidente do PTB, pediu relaxamento de prisão por causa de piora no quadro de saúde.

Ele está internado dentro da UPA em Bangu, mas quer transferência para o hospital particular Samaritano em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Em seu despacho ontem (2), porém, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, pediu um laudo médico detalhado à defesa, dentro de 48 horas para analisar se o político necessita mesmo da internação fora do presídio.

A defesa de Jefferson alega que ele tem saúde frágil e toma 22 comprimidos por dia , depois de cirurgias bariátrica e tratamento contra um câncer nos últimos anos.

Jefferson foi preso pela Polícia Federal acusado de incitação à violência e crimes contra a ordem pública e contra as instituições judiciárias, após variados vídeos postados por ele nas redes sociais, nos quais inclusive mostra armas e até dá dicas de enfrentamento contra policiais. Ele também atacou ministros da Suprema Corte em citações consideradas irônicas e desrespeitosas.

LAUDO MÉDICO

O Ministro Alexandre de Moraes recebeu ofício da UPA de Bangu com laudo médico atestando a necessidade de transferência de Jefferson para o hospital. Desde que com tornozeleira eletrônica e monitoramento 24h , sem acesso a redes sociais . A prisão preventiva foi mantida pelo ministro.

Roberto Jefferson foi transferido na tarde deste domingo para o hospital Samaritano, na Barra.

Laudo médico Roberto Jefferson
Reprodução