Mundo

Japão quer reforçar medidas contra pandemia

Japão quer reforçar medidas contra pandemia

Mulher em Yokohama (Japão) em 3 de dezembro 2020 - AFP

O governo japonês aprovou nesta sexta-feira (22) dois projetos de lei para reforçar a eficácia das medidas restritivas contra o novo coronavírus que, se adotados como estão, permitiriam a imposição de multas e até penas de prisão.

A seis meses da data prevista para a abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, adiados no ano passado devido à pandemia, uma parte do Japão, incluindo sua capital, vive em estado de emergência decretado no início de janeiro devido ao aumento de casos de covid-19.

Mas, ao contrário das medidas tomadas em outros países, os apelos das autoridades à população para limitar as saídas e aos bares e restaurantes para fecharem mais cedo não são acompanhados de sanções em caso de descumprimento.

O governo japonês busca um equilíbrio entre as medidas contra o coronavírus e a manutenção da atividade econômica, mas a opinião pública acredita que o primeiro-ministro Yoshihide Suga não está fazendo o suficiente em face da crise e sua popularidade despencou, de acordo com pesquisas recentes.

Os novos projetos de lei, que serão debatidos no Parlamento, preveem penas de prisão de até um ano para pessoas com teste positivo, mas que se recusam a ser hospitalizadas. A oposição considera a medida “excessiva”.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Também preveem multas de até 500.000 ienes (quase US$ 4.800) para bares e restaurantes que se recusam a fechar às 20h00, conforme aconselhado atualmente.

O Japão foi relativamente poupado da pandemia em comparação a muitos outros países, com cerca de 4.700 mortes registradas em um ano, mas desde novembro vem sofrendo uma onda de infecções que, segundo especialistas, ameaça sobrecarregar hospitais.

Os hospitais privados podem atualmente recusar pacientes com coronavírus, mas o novo projeto permitiria às autoridades locais aumentar a pressão sobre eles publicando seus nomes.

Veja também

+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Os 4 signos mais psicopatas do zodíaco
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica

v