Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

As autoridades japonesas alertaram nesta segunda-feira para uma possível escassez de energia elétrica, no momento em que o país enfrenta temperaturas recorde e Tóquio acaba de registrar a temporada de chuvas mais curta de sua história.

“Pedimos à população que reduza o consumo de energia elétrica no início da noite, quando as reservas de eletricidade estão em seu menor nível na grande Tóquio”, afirmou o vice-secretário-geral do governo japonês, Yoshihiko Isozaki, na segunda-feira.

O governo fez um apelo para que a população adote as medidas necessárias para se proteger do calor e evitar a insolação.

A Agência Meteorológica Japonesa (JMA) prevê temperaturas de até 35° C nesta segunda-feira no país. O termômetro não deve ficar abaixo de 34° C antes do próximo domingo.

Grande parte do Japão deveria estar na temporada de chuvas nesta época do ano, mas a JMA anunciou que esta chegou ao fim nesta segunda-feira na região de Kanto, onde fica Tóquio.

Este é o fim mais rápido da temporada chuvas – 22 dias antes do habitual – desde que o Japão começou a registrar dados comparáveis em 1951.

Além disso, a temporada de chuvas terminou nesta segunda-feira no centro do Japão e em grande parte da ilha de Kyushu (sudoeste), o que também representa um recorde.

No domingo, o termômetro chegou a 40,2° C na cidade de Isesaki, que fica 100 quilômetros ao norte de Tóquio, ou seha temperatura mais elevada registrada no Japão no mês de junho.