Esportes

Jamaicana Fraser-Pryce vence os 100 metros rasos no Mundial de Doha

A jamaicana Shelly Ann Fraser-Pryce confirmou sua volta triunfal à elite do atletismo ao vencer os 100 metros do Mundial de Doha, neste domingo, conquistando assim seu quarto título na prova de velocidade de maior destaque.

Aos 32 anos e após se retirar para se tornar mãe, Fraser-Pryce (10.71) conseguiu seu oitavo ouro mundial e uma décima medalha nesta competição, que comemorou na pista com seu filho Zyon, de dois anos de idade.

A prata ficou com a britânica Dina Asher-Smith (10.83) e o bronze foi para a marfinense Marie-Josée Ta Lou (10.90).

Fraser-Pryce, que é duas vezes campeã olímpica nos 100 metros rasos (Pequim-2008 e Londres-2012), confirmou assim os prognósticos e se torna a rainha da velocidade desta edição, um dia depois de o americano Christian Coleman vencer a prova masculina dos 100 metros.

Antes deste êxito, havia conseguido ganhar nos Mundiais de Berlim-2009, Moscou-2013 e Pequim-2015. Ela não participou em Londres-2017 devido ao nascimento de seu filho nesse mesmo mês de agosto.

O tempo de 10.71 que alcançou na vitória é também o melhor obtido nesta temporada de 2019.

A atual campeã olímpica nessa distância, a também jamaicana Elaine Thompson, ficou em quarto (10.93).

A holandesa Dafne Schippers, prata (2015) e bronze (2017) nos mundiais anteriores nos 100 metros, não pôde disputar a final devido a um problema físico, depois de ter conseguido se classificar pouco antes nas semifinais.

dr/mcd/aam