Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

O Índice de Tendência Econômica da Facamp (ITE-Facamp) de junho marcou queda de 0,4% em relação a maio, na série com ajuste sazonal, depois de avançar 2,4% no mês anterior. Com o resultado, a média móvel trimestral do indicador teve desaceleração: de 1,3% para 1,1%.

Na comparação interanual, o ITE-Facamp avançou 19,2% em junho, após subir 20,9% em maio.

O índice acumula crescimento de 9,2% nos 12 meses encerrados em junho, com alta em relação aos 6,9% do mês anterior.

A avaliação do Núcleo de Estudos de Conjuntura (NEC) da Facamp, responsável pelo índice, é de que a interrupção do crescimento que vinha sendo mostrado, na margem, desde abril reflete incertezas quanto à continuidade da recuperação econômica, principalmente no ano que vem.

A recuperação lenta do emprego e da renda, a escalada inflacionária, a crise hídrica e a possibilidade de repique da pandemia com a variante delta turvaram o cenário. “A instabilidade dos desempenhos setoriais reflete a dificuldade dos empresários em construir cenários para médio e longo prazo, freando a decisão de gasto”, comenta o professor Saulo Abouchedid, do NEC.

A despeito das previsões de crescimento de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano, a qualidade da recuperação – concentrada, principalmente, nos setores de commodities e marcada pela subocupação no mercado de trabalho – coloca em xeque as perspectivas para 2022, avalia o núcleo.

A perspectiva de reabertura de cada vez mais atividades, permitida pelo avanço da imunização, tem efeitos, assim, limitados pelas incertezas, sendo que a gestão da crise no setor elétrico será fundamental para evitar uma quebra dos investimentos e da atividade, conforme observa o professor Ricardo Buratini, do NEC da Facamp.

Buratini nota ainda que o aperto da política monetária e a retirada de estímulos fiscais tentam neutralizar o choque inflacionário, mas comprometem a trajetória da demanda.

O indicador

Segundo os pesquisadores do NEC-Facamp, o ITE possui um coeficiente de correlação de Pearson (r) de 0,86 ante o IBC-Br do Banco Central em maio de 2021.

Em relação ao PIB, o coeficiente de correlação é de 0,79 no primeiro trimestre de 2021.

O ITE-Facamp mensal tem divulgação pelo Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) sempre entre os dias 10 e 15 de cada mês.