Economia

Itaú Unibanco afirma que não teve acesso a informação sobre delação de Eike

Em resposta a ofício enviado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Itaú Unibanco afirma que não teve acesso a qualquer informação sobre o conteúdo de uma suposta delação premiada do empresário Eike Batista que envolveria o Itaú BBA.

Segundo a coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, o empresário apontou a participação de seis bancos em operações irregulares na Bolsa. Segundo ele, são eles o JPMorgan, Goldman Sachs, BTG Pactual, Itaú BBA, Morgan Stanley e Credit Suisse. As operações totalizariam US$ 1 bilhão.

“O Itaú Unibanco enfatiza que todas as operações que realiza, seja no mercado de capitais ou no mercado de crédito, seguem os mais altos padrões de governança corporativa, são supervisionadas pelas autoridades competentes e reportadas para tais autoridades”, diz o banco na resposta.

O banco ressalta ainda que o tipo de operação mencionada, de Notas Participativas, é um produto financeiro comum, e as operações foram publicamente informadas ao mercado.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel