Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

ROMA, 29 JUN (ANSA) – A Itália registrou 94.165 casos e 60 mortes por Covid-19, elevando para 18.438.877 os contágios e para 168.294 as vítimas da pandemia, informou o boletim do Ministério da Saúde nesta quarta-feira (29).   

Os dados continuam a apontar a curva de contaminações com tendência de alta e a de óbitos registrou o primeiro aumento desde 5 de maio.   

A média móvel dos últimos sete dias nas infecções passou para 59.901, número 151% maior do que no mesmo dia da semana passada; a de mortes subiu para 57, dado 5% mais alto do que na semana passada.   

Os casos ativos voltaram a passar dos 800 mil, chegando a 835.213. Destes, 828.711 (99,2%) estão em isolamento domiciliar (assintomáticos ou com infecção leve); 6.254 (0,74%) estão sob observação médica em instituições hospitalares; e 248 (0,02%) estão internados em unidades de terapia intensiva.   

Os testes realizados foram “apenas” 357,1 mil – quase 360 mil a menos do que na segunda-feira -, o que fez com que a taxa de positividade voltasse a disparar e chegasse a 26,36% contra 11,6% do dia anterior.   

Desde o dia 15 de junho, a Itália afrouxou as regras para uso de máscaras em locais fechados, sendo a proteção obrigatória apenas nos transportes públicos e em hospitais e casas de acolhimento de idosos. As demais regras sanitárias de contenção da pandemia foram revogadas. (ANSA).