Mundo

Itália tem mais 16.146 casos e 477 mortes por Covid

SÃO PAULO, 15 JAN (ANSA) – A Itália registrou nesta sexta-feira (15) mais 16.146 casos e 477 mortes na pandemia do novo coronavírus, elevando os totais de contágios e óbitos para 2.352.423 e 81.325, respectivamente.   

O novo boletim foi divulgado pelo Ministério da Saúde e apresenta uma queda no número de casos e mortes em relação à última quinta-feira (17.246 e 522, respectivamente) e à sexta-feira da semana passada (17.533 e 620).   

Por conta disso, a média móvel de contágios em sete dias caiu para 16.364, enquanto a de óbitos diminuiu para 488. A Itália também soma 1.713.030 pacientes curados e 558.068 casos ativos.   

Esse é o primeiro boletim do Ministério da Saúde que contabiliza os resultados de testes rápidos de antígenos, que detectam a proteína viral no organismo. Até a última quinta, o balanço levava em conta apenas exames RT-PCR, que buscam o material genético do Sars-CoV-2 em secreções respiratórias.   

Restrições – Apesar da queda nos números nesta sexta-feira, o Instituto Superior da Saúde aponta uma tendência de “piora geral” da pandemia no país, com aumento do índice de transmissibilidade do novo coronavírus pela quinta semana seguida, chegando a 1,09.   


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Isso significa que um infectado contamina mais de uma pessoa.   

Por conta disso, o governo colocará duas regiões (Lombardia e Sicília) e a província autônoma de Bolzano, que englobam quase 26% da população nacional, em lockdown a partir do próximo domingo (17).   

O país tem a quarta maior taxa de mortalidade por Covid-19 em todo o mundo, com 134,7 óbitos por cada 100 mil habitantes, atrás apenas de San Marino (192,4/100 mil), que tem menos de 35 mil habitantes; da Bélgica (177,7/100 mil), que contabiliza todas as mortes suspeitas; e da Eslovênia (149,6/100 mil).   

A Itália iniciou sua campanha de vacinação em 27 de dezembro e, até o momento, já aplicou a primeira dose em pouco mais de 1 milhão de pessoas. (ANSA).   

v

Veja também

+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Em entrevista Andressa Urach relembra episódio em que praticou zoofilia
+ Lívia Andrade posa com estrelas do mar no corpo: “Bem sereiuda”
+ Cristaleira: como transformar o móvel de ‘casa de vó’ em um item lindo e atemporal
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica