Mundo

Itália tem mais 1.452 casos e 12 óbitos em pandemia

ROMA, 16 SET (ANSA) – A Itália registrou nesta quarta-feira (16) mais 1.452 casos e 12 óbitos na pandemia do novo coronavírus, de acordo com boletim oficial do Ministério da Saúde.   

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Na última terça (15), o país havia contabilizado 1.229 contágios e nove vítimas, mas os exames processados cresceram de 80.517 para 100.607 de um dia para o outro.   

Segundo o balanço atualizado, a Itália totaliza agora 291.442 pessoas já infectadas pelo Sars-CoV-2 e 35.645 mortes desde o início da pandemia.   

A média móvel de casos em sete dias está em 1.408, enquanto a de óbitos ficou em 10. Os dois indicadores cresceram 12% e 74%, respectivamente, em relação a duas semanas atrás, mas os novos casos apresentam uma estabilização após dois meses de crescimento.   

A Itália ainda soma 215.265 pacientes curados e 40.532 casos ativos, maior número desde 1º de junho (41.367). Desse total, 207 estão na UTI, seis a mais que no dia anterior. (ANSA).   

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Último superjumbo Airbus A380 é montado na França

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea