Mundo

Itália salva mais de 400 pessoas no Mediterrâneo


AGRIGENTO, 3 AGO (ANSA) – Mais de 400 migrantes socorridos no Mediterrâneo desembarcaram entre a noite da última segunda-feira (2) e a manhã desta terça (3) em Lampedusa, ilha mais meridional da Itália.   

Ao todo, a Capitania dos Portos e a Guarda de Finanças resgataram 424 pessoas que estavam em seis embarcações diferentes no Canal da Sicília. Desse total, 178 são de Bangladesh.   

Todos os migrantes e solicitantes de refúgio foram levados para o centro de acolhimento de Lampedusa, que tem capacidade para 250 pessoas, porém abriga mais de 1,2 mil no momento.   

A Itália também recebeu pedidos para designar portos seguros para os navios Ocean Viking, da ONG francesa SOS Méditerranée, e Sea Watch 3, da entidade alemã Sea Watch, que resgataram um total de 806 migrantes desde o último fim de semana.   

O país já recebeu cerca de 30 mil pessoas salvas no Mediterrâneo em 2021, crescimento de mais de 100% em relação ao mesmo período do ano passado.   

As principais nações de origem são Tunísia (7.076), Bangladesh (4.196) e Egito (2.293), mas os números ainda não contemplam as nacionalidades dos socorridos nesta terça. (ANSA).   

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago