Mundo

Itália registra queda em números de mortes e casos diários

ROMA, 31 MAI (ANSA) – A Itália voltou a registrar uma queda no número diário de mortes e casos pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), informou a Defesa Civil neste domingo (31). De acordo com o balanço, o país teve 75 óbitos nas últimas 24 horas, elevando o total para 33.415. Ontem (30), foram contabilizadas 111 vítimas. O total de infectados – que inclui os casos positivos, vítimas e curados -, por sua vez, subiu para 233.019, com um aumento de 355 em um dia. O número, no entanto, registra uma desaceleração em comparação com o anterior, quando 416 novos pacientes foram diagnosticados com Covid-19. Na Lombardia, epicentro da doença na Itália, existem mais 210 novos casos do novo coronavírus, o equivalente a 59,1% do número total do país. Segundo a Defesa Civil, pelo menos cinco regiões zeraram os novos casos. São elas: Úmbria, Sardenha, Molise, Calábria e Basilicata. Ao todo, o território italiano tem 157.507 curados, com um acréscimo de 1.874 recuperados nas últimas 24 horas. No sábado (30), o aumento foi de 2.789.   

O balanço ainda revela que 435 pacientes estão internados em terapia intensiva, 15 a menos do que ontem. Por outro lado, 6.387 continuam hospitalizados com sintomas leves, uma queda de 293. Já as pessoas em isolamento domiciliar são 35.253, com redução de 1.308. (ANSA)

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar