Mundo

Itália inaugura nova sede de Consulado em Recife

SÃO PAULO, 06 DEZ (ANSA) – Foi inaugurada nesta quarta-feira (5) a nova sede do Consulado-Geral da Itália em Recife, que fica no 13º andar do Centro Empresarial Carlos Pena Filho.   

A cerimônia contou com as presenças do subsecretário do Ministério das Relações Exteriores, Ricardo Merlo, e do diretor-geral da pasta para os italianos no exterior, Luigi Maria Vignali.   

A mudança da sede faz parte do programa da Itália para melhorar seus serviços consulares, como a introdução de um sistema de agendamento via WhatsApp para emissão e renovação de passaportes no Consulado de São Paulo.   

“Uma importante retomada de imagem e eficiência, um passo decisivo para serviços consulares cada vez mais rápidos, digitais e simples para todos os nossos concidadãos residentes no Nordeste do Brasil”, comemorou Vignali no Twitter.   

Aproveitando a visita ao Brasil, Merlo e o diretor-geral também participaram da 13ª reunião do Sistema Itália, no Rio de Janeiro, na presença do embaixador Antonio Bernardini, dos cônsules e de representantes do Conselho-Geral dos Italianos no Exterior (Cgie) e dos Comitês dos Italianos no Exterior (Comites).   

“A reunião foi muito positiva, porque foi um ponto de encontro entre os representantes da comunidade italiana, toda a rede consular, cônsules e embaixador, com o objetivo de melhorar os serviços consulares”, disse Merlo à ANSA.   

Segundo ele, entre os temas discutidos estiveram os serviços de passaporte e cidadania, como o agendamento via WhatsApp, que pode ser estendido para outros consulados. “Funciona muito bem.   

Com a chamada em vídeo, se pode evitar intermediários, essa máfia que fica fora dos consulados. Estamos tentando fazer uma guerra contra essas máfias”, disse.   

Durante sua passagem pelo Brasil, que termina na manhã desta sexta-feira (7), o subsecretário também visitou a fábrica da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) em Goiana (PE), se reuniu com o vice-governador de Pernambuco, Raul Henry, e visitou o estaleiro da Fincantieri no Porto de Suape. (ANSA)