Cultura

Itália encontra ‘tesouro’ de 300 moedas de ouro romanas

MILÃO, 10 SET (ANSA) – O governo da Itália anunciou a descoberta de um “tesouro” de 300 moedas de ouro da época romana em Como, no norte do país.   

A ânfora com as moedas, que estão em excelente estado de conservação, foi achada na última quarta-feira (5), durante escavações para a construção de um edifício no centro histórico da cidade, a um metro de profundidade.   

O tesouro data dos século 4 e 5 d.C. e pode valer “milhões de euros”, de acordo com a Superintendência para os Bens Culturais de Milão, cidade que fica a cerca de 50 quilômetros de Como.   

Também foram achados uma barra de ouro e outros dois objetos.   

“Como foi fundada pelos romanos, então essas descobertas são naturais, mas esse pode ser um dos tesouros romanos mais importantes já encontrados”, afirmou o presidente da Sociedade Arqueológica Comense, Giancarlo Frigerio.   

Segundo ele, a área onde as moedas foram achadas abrigava residências privadas dos nobres romanos, e a ânfora pode ter sido escondida nos muros de uma casa para escapar de saques.   

“Para mim, esse é um caso mais que excepcional, é um daqueles que marcam o percurso da história”, comemorou nesta segunda-feira (10) o ministro dos Bens Culturais Alberto Bonisoli.   

Até o momento, já foram removidas 27 moedas do sítio arqueológico. Elas teriam sido cunhadas durante as eras dos imperadores Honório (393-423), Valentiniano III (424-455) e Líbio Severo (461-465). O tesouro deve permanecer na cidade de Como. (ANSA)