Esportes

Isner bate Zverev, encerra jejum dos EUA em Miami e conquista seu 1º Masters 1000


Coroando uma grande campanha na qual eliminou nomes como o croata Marin Cilic e o argentino Juan Martín del Potro, o norte-americano John Isner conquistou neste domingo o título do Masters 1000 de Miami ao vencer o alemão Alexander Zverev por 2 sets 1, de virada, com parciais de 6/7 (7/4), 6/4 e 6/4, na final do importante torneio realizado em quadras duras nos Estados Unidos.

Esse foi o 13º troféu de simples do veterano de 32 anos no circuito da ATP e o primeiro de um Masters em sua carreira. Ele também não havia sido campeão de nenhuma competição nesta temporada e se tornou ainda o primeiro tenista dos EUA a triunfar em Miami desde 2010, quando Andy Roddick ergueu pela segunda vez a taça do evento.

E a conquista deste domingo fez Isner quebrar um tabu diante de Zverev, atual quinto colocado do ranking mundial, que havia derrotado o hoje 17º tenista do mundo dos três confrontos anteriores entre os dois. Uma destas derrotas foi justamente no Masters de Miami de 2017, ano em que também foi batido pelo rival no Masters de Roma. Antes disso, o jovem de 20 anos ainda passou pelo adversário no Masters de Xangai.

Para triunfar e garantir a festa da torcida da casa em Miami, o norte-americano voltou a fazer valer a força do seu saque, fundamento em que é especialista e com o qual contabilizou 17 aces, contra 10 de Zverev.

Oito dos 17 pontos de saque feitos pelo norte-americano foram marcados no primeiro set, no qual confirmou todos os seus serviços, mas ele não conseguiu aproveitar nenhuma das cinco oportunidades de quebrar o saques do alemão. Assim, a disputa foi ao tie-break e o favorito acabou levando a melhor ao fechar em 7/4.

Isner, porém, não deixou se abalar e começou a buscar a reação na segunda parcial, na qual voltou a ganhar todos os seus games de saque e converteu o único break point cedido por Zverev para fazer 5/4 e depois sacar para liquidar o set em 6/4.

Já no terceiro set, o norte-americano confirmou todos os seus saques sem oferecer nenhuma chance de quebra e aproveitou uma de seis oportunidades de quebrar o serviço do seu rival para repetir o 6/4 que lhe garantiu o título.

Antes desta final, Isner havia sido derrotado em três finais de torneios da série Masters 1000. Duas vezes também nos Estados Unidos, em 2012 em Indian Wells e 2013 em Cincinnati. Três anos depois, em 2016, ele caiu no jogo que valeu o título em Paris.

Eliminado por Isner na semifinal em Miami, Juan Martín Del Potro, curiosamente, também conquistou o seu primeiro título de um Masters 1000 há duas semanas, quando superou o suíço Roger Federer em uma emocionante decisão em Indian Wells.


Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais