Geral

“Irmãos do pornô” aplicaram golpes em pelo menos quatro cidades do país

Crédito: Reprodução

O ator pornô João Bosco Rodrigues Junior confessou na terça-feira (27) em depoimento à polícia que perdeu a conta de quantos golpes ele aplicou antes de ser preso. Ele e o irmão Jemison Portela dos Santos são investigados por ao menos quatro golpes conhecidos como ” ‘Boa noite, Cinderela’.

Na 78ª DP (Jardins), em São Paulo, a dupla é investigada por dopar dois homens e roubar cerca de R$ 60 mil das vítimas. Já na 13ª DP (Ipanema), no Rio de Janeiro, um inquérito apura a aplicação do golpe pelos irmãos em um bar no Leblon. A vítima teve mais de R$ 40 mil subtraídos de suas contas correntes e cartões de crédito.

Conforme João, ele e o irmão usavam nos golpes uma substância chamada ketamina, originalmente empregada para induzir e manter a anestesia em animais de grande porte, como cavalos.

Depois de conversarem com as vítimas, os irmãos colocavam a substância em suas bebidas ou as convidava para cheirá-lo, como se fosse cocaína. Depois de alguns minutos, os homens já apresentavam sinais de inconsciência e o golpe era aplicado por meio de uma maquininha de cartão. João foi preso, na última sexta-feira (23), em São Paulo, e Jemison está foragido.


+ MS: Homem que revelou amante pouco antes de ser intubado deixa UTI-covid
+ Ratinho critica Dudu Camargo: ‘Só o Silvio gosta dele’



Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Descoberta no deserto do Kalahari leva a revisão da origem humana
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS