Geral

Irmã de Anderson do Carmo afirma que ele pode ter sido morto “por dinheiro”

Crédito: Reprodução/ Facebook

Anderson Carmo ao lado da esposa, a deputada federal Flordelis (Crédito: Reprodução/ Facebook)

A morte de Anderson do Carmo, assassinado a tiros no dia 16 de junho, pode ter tido como motivação uma disputa envolvendo dinheiro, segundo a irmã do pastor.

“Acho que foi por causa de dinheiro. Se foi por causa de dinheiro, quero que venha à tona”, afirmou Michele do Carmo, em entrevista à TV Globo. Além disso, Michele também informou que esteve na casa do irmão, que era casado com a deputada federal Flordelis, no dia em que ele foi assassinado.

Michele prestou depoimento por cerca de quatro horas na Divisão de Homicídios de São Gonçalo e Niterói, na última quarta-feira (26). Na saída da delegacia, ela não comentou o que informou à polícia, alegando não atrapalhar as investigações.

“Quero justiça, mas não posso contar o que falei. Quero que a justiça seja feita, doa a quem doer”, disse. Além disso, contou que Anderson do Carmo não recebia ameaças, não tinha inimigos, nem amantes.