Mundo

Irã indenizará famílias de vítimas de avião ucraniano abatido

TEERA, 5 AGO (ANSA) – O governo do Irã concordou em pagar uma indenização para os familiares das 176 vítimas do Boeing 737-800 da Ukraine International Airlines, abatido por dois mísseis do sistema antiaéreo de Teerã após um “erro humano” em 8 de janeiro deste ano.   

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

A informação foi confirmada durante um telefonema entre os ministros das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, e da Ucrânia, Vadym Prystaiko.   

Segundo o porta-voz do chanceler iraniano, Abbas Mousavi, citado pela agência estatal IRNA, seu país “concordou em pagar uma indenização pelo avião, mas a implementação desta questão levará tempo e tem vários aspectos do ponto de vista técnico e jurídico”.   

Durante a ligação, o ministro ucraniano teria dito que estava pronto para conduzir uma segunda rodada de negociações com as autoridades iranianas em outubro, após a primeira realizada entre 29 e 30 de julho em Kiev.   

O governo da Ucrânia também representa os outros países estrangeiros que registraram vítimas na tragédia. Além de iranianos e ucranianos, cidadãos do Canadá, Reino Unido, Suécia e Afeganistão estavam no avião.   

Os resultados finais das investigações serão divulgados “em breve”, após uma análise das caixas pretas da aeronave, realizada no mês passado na França.   

No entanto, o Irã atribuiu o abate do Boeing 737-800 a uma série de erros humanos, cujo “elemento-chave” teria sido o ajuste incorreto de um radar militar em um contexto de fortes tensões internacionais, alguns dias depois da morte do general Qassem Soleimani, em Bagdá, após um bombardeio americano. (ANSA).   

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea