Economia

Ipea: consumo aparente de bens industriais no país cresce 3% em maio ante abril

A demanda por bens industriais no País aumentou em maio, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais cresceu 3% em relação a abril, após uma perda de 15,8% no mês anterior. Na comparação com maio do ano passado, houve recuo de 21,2. No acumulado do ano, a perda foi de 8,8%. No acumulado em 12 meses até maio, a queda foi de 3,6%.

O indicador mede a produção industrial doméstica, excluídas as exportações e somadas as importações. Na passagem de abril para maio, houve crescimento de 1,9% no consumo de bens industriais nacionais, enquanto a demanda por bens importados saltou 10,5%.

Quanto às grandes categorias econômicas, o consumo de bens de capital avançou 68,7% em maio ante abril, e a demanda por bens intermediários caiu 0,6%. O consumo de bens duráveis subiu 80,6%, e o de semiduráveis e não duráveis teve alta de 3,2%.

Entre os setores, houve melhora em 19 dos 22 segmentos, com destaque para veículos automotores (+56,1%) e outros equipamentos de transporte (+82,8%, impulsionado pela importação de plataformas de petróleo).

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?