Economia

IPCA-15 de agosto é o menor para o mês desde 2010; 4 grupos têm deflação

A taxa de inflação de 0,08% registrada em agosto pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) foi a mais baixa para o mês desde 2010, quando recuou 0,05%, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast esperavam uma alta entre 0,08% e 0,28%, com mediana positiva de 0,16%.

Como resultado, a taxa acumulada em 12 meses pelo IPCA-15 passou de 3,27% em julho para 3,22% em agosto, a mais baixa desde maio de 2018, quando estava em 2,70%. As projeções iam de avanço de 3,22% a 3,43%, com mediana de 3,30%.

Em agosto do ano passado, o IPCA-15 do mês foi de 0,13%.

Grupos

Quatro dos nove grupos do IPCA-15 registraram deflação em agosto, segundo os dados divulgados pelo IBGE. O destaque foi a queda de 0,78% nos custos de Transportes, mas também houve recuos em Alimentação e bebidas (-0,17%), Vestuário (-0,07%) e Saúde e Cuidados pessoais (-0,32%).

As elevações de preços ocorreram em Habitação (1,42%), Despesas Pessoais (0,27%), Educação (0,07%), Comunicação (0,44%) e Artigos de Residência (0,82%).