Economia

Investimentos da Telefônica crescem 9,6% e somam R$ 1,696 bilhão no 1º tri

Os investimentos da Telefônica Brasil somaram R$ 1,696 bilhão no primeiro trimestre de 2019, crescimento de 9,6% em relação ao mesmo período de 2018. Os investimentos representaram 15,5% da receita operacional líquida, ante 14,3% um ano antes.

Segundo a companhia, os aportes se concentraram, principalmente, no aumento da infraestrutura de banda larga com fibra ótica até os pontos de acesso (tecnologia FTTH) e na maior cobertura e capacidade nas tecnologias 4G e 4.5G.

A Telefônica encerrou o trimestre com dívida líquida de R$ 1,279 bilhão, 58,5% menor do que um ano antes. Essa baixa resultou principalmente da amortização de empréstimos, conduzindo a uma diminuição de 26,6% na dívida bruta, que totalizou R$ 5,892 bilhões.

Já a posição de caixa diminuiu 6,3%, para R$ 4,088 bilhões. Com isso, a alavancagem (relação entre dívida e Ebitda) baixou de 0,21 vezes para 0,07 vezes.

O dados de dívida excluíram o reconhecimento de passivos decorrentes de arrendamentos, tais como torres e seus terrenos, circuitos, escritórios, lojas, e imóveis comerciais, conforme exigido pela norma IFRS 16. Considerando o impacto do IFRS 16, a dívida líquida foi de R$ 9,581 bilhões ao final do período.