ISTOÉ Gente

Investigação sobre morte de Tom Veiga será arquivada, diz delegado

Crédito: Montagem / Reprodução / Instagram

Tom Veiga e Louro José (Crédito: Montagem / Reprodução / Instagram)

A Polícia Civil do Rio de Janeiro deve arquivar a investigação que apura a morte do ator Tom Veiga, intérprete do personagem Louro José, encontrado morto em sua casa neste domingo (1º).

Segundo o delegado Henrique Damasceno, titular do 16º DP, na Barra da Tijuca, o laudo do Instituto Médico Legal (IML) deixa claro que não há indícios de crime.


O eterno companheiro de Ana Maria Braga no ‘Mais Você’ sofreu um AVC hemorrágico. A informação foi dada em primeira mão pela revista Época na manhã desta segunda, logo após terem acesso ao laudo do IML.

“O laudo apontou que a causa da morte foi uma doença. Ele passou mal e infelizmente veio a falecer. Dessa maneira, não há nada que indique crime, suicídio, uso de drogas ou nenhuma outra hipótese. Foram solicitadas outras diligências, como perícia de local. Toda essa documentação será juntada oficialmente no procedimento, com toda a cautela necessária, e, não havendo qualquer alteração, a investigação será arquivada”, disse o delegado.

O ‘Mais Você’, que foi comandado por Ana Maria Braga, confirmou que a causa da morte de Tom foi uma “hemorragia intracraniana por rotura de aneurisma cerebral”.

Ana Maria Braga se emocionou muito durante o programa desta segunda (2) e chorou ao dizer que perde um filho. “Assim como uma mãe perde um filho, um companheiro, porque filho da gente é um companheiro que você viu nascer e ele era isso”, disse. “O Louro era real, o Louro é real pra mim, mesmo que você não visse, quando eu falava com o Louro eu falava com o Louro. O Louro é o Louro, o Tom é o Tom”.

Tom Veiga, será velado amanhã no Rio de Janeiro. O evento será fechado apenas para familiares e amigos. O enterro do artista acontecerá na próxima quarta (4) em São Paulo.