Sem inspiração, mas já classificada para as oitavas de final da Euro-2024, a Inglaterra empatou em 0 a 0 com a Eslovênia na última rodada da fase de grupos, nesta terça-feira (25), em Colônia.

Os ‘Three Lions’, que chegaram à Alemanha como uma das seleções favoritas ao título, terminou em primeiro lugar no Grupo C, mas mais uma vez sem convencer e deixando uma imagem negativa em campo.

O empate entre Dinamarca e Sérvia no mesmo horário em Munique, no outro jogo da chave, garantiu a liderança dos ingleses, com 5 pontos.

“Esse era o nosso objetivo desde antes do torneio, acabar em primeiro do grupo e controlar nosso destino. Acho que jogamos muito melhor do que nos outros jogos”, avaliou o capitão da Inglaterra, Harry Kane.

A Eslovênia, com os mesmos pontos e saldo de gols da Dinamarca, viu um cartão amarelo dado ao seu zagueiro Jaka Bijol (72′) desempatar o coeficiente de ‘fair-play’ (7 cartões amarelos conra 6 da Dinamarca).

A Eslovênia caiu assim para a terceira colocação no Grupo C e com isso eliminou a Croácia, que terminou em terceiro no Grupo B na terça-feira e, com apenas dois pontos, não pode mais se classificar como um dos melhores terceiros colocados.

“Estou muito orgulhoso da minha equipe e acho que é o início de uma nova e bonita era para o futebol esloveno”, comemorou o técnico Matjaz Kek, ao falar do feito de sua equipe, que vai disputar as oitavas da Euro pela primeira vez em sua história.

Sob a chuva de críticas pela vitória sem brilho sobre a Sérvia (1-0) e o empate com a Dinamarca (1-1), Gareth Southgate precisava de um resultado que garantisse a liderança do grupo, mas que também servisse para mostrar uma melhoria.

A Inglaterra, que já estava matematicamente classificada para as oitavas de final desde a derrota da Albânia por 1 a 0 para a Espanha, na segunda-feira, alcançou o primeiro objetivo, mas não conseguiu deixar uma imagem de seleção favorita ao título.

– Muita posse, poucas ideias –

É verdade que os ‘Three Lions’ se mostraram mais organizados e muito menos ansiosos do que no empate contra os dinamarqueses, mas os problemas no terço final do campo continuam presentes.

Apesar de acumular quase 70% da posse de bola ao longo da partida, a Inglaterra não conseguiu resolver nos metros finais, mesmo com o atacante Phil Foden aparecendo mais do que nas outras partidas.

Foi uma jogada sua que levou a um gol de Bukayo Saka (20′) anulado por impedimento.

Antes disso, uma cabeçada tímida de Benjamin Sesko (5′) lembrou a bravura que os eslovenos demonstraram neste torneio.

Depois de fazer alguns ajustes no segundo tempo, Southgate conseguiu aproximar os seus jogadores da área de Jan Oblak, mas sem colocar em apuros o goleiro do Atlético de Madrid.

Cole Palmer, talentoso jogador do Chelsea e que já marcou 26 gols nesta temporada, teve nos pés o único chute na direção do gol de sua equipe na segunda etapa, que foi interceptado sem grandes dificuldades por Oblak nos acréscimos (90’+2).

Inglaterra e Eslovênia terão agora que esperar os resultados das seleções dos Grupos E e F, que se enfrentam nesta quarta-feira, para conhecerem os respectivos adversários nas oitavas de final.

obo-lh/hpa/aam/cb