Economia

Inflação na zona do euro levará mais tempo para voltar a 2%, diz BCE

Inflação na zona do euro levará mais tempo para voltar a 2%, diz BCE

Sede do BCE en Frankfurt, Alemanha


FRANKFURT (Reuters) – A inflação da zona do euro levará mais tempo do que se pensava para voltar à meta, mas até agora não há evidências de que os preços altos estejam se incorporando aos salários, disse o vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, nesta quarta-feira.

A alta inflação está desafiando o BCE, que tem pouca experiência em lidar com o rápido aumento dos preços, e complica uma importante decisão de política monetária prevista para 16 de dezembro.

Embora o BCE tenha afirmado que a inflação é temporária e voltará abaixo da meta por conta própria, um número crescente de formuladores de política monetária está expressando preocupação de que um resultado menos benigno também seja possível, de modo que o banco deve conter os estímulos.

Embora repita amplamente a posição recente do BCE, De Guindos reconheceu que os riscos de inflação são “moderadamente” para cima e que a queda seria mais lenta do que se pensava.

(Por Balazs Koranyi)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB70KW-BASEIMAGE


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua