Finanças

Índice Bovespa sobe 1,06% e leva ganho no semestre para 4,4%

O último pregão de junho – e do semestre – foi de alta significativa no mercado brasileiro de ações. O Índice Bovespa operou em terreno positivo durante todo o pregão e fechou aos 62.899,97 pontos, em alta de 1,06%. Foi a terceira valorização consecutiva, que levou o indicador a terminar a semana com ganho de 2,97%. Analistas ressalvam que esse desempenho na semana não refletiu melhora do humor do investidor, uma vez que as incertezas do cenário político retraíram o investidor de renda variável durante todo o mês de junho.

A atual crise política teve reflexos nos volumes de negócios, no fluxo de recursos externos na bolsa e no desempenho mensal e semestral das ações. No acumulado do mês, o Ibovespa terminou com alta de 0,30%. No semestre, houve alta de 4,44%. O volume de negócios desta sexta-feira, 30, de R$ 6,1 bilhões, representou queda de 35% em relação à média diária de maio (R$ 9,5 bilhões). No que diz respeito as recursos de investidores estrangeiros, houve saída de R$ 1,257 bilhão no mês, até o pregão do último dia 28.

Para Luiz Roberto Monteiro, operador da corretora Renascença, o desempenho de hoje foi favorecido pela influência positiva do cenário internacional. Segundo ele, a alta dos preços das commodities e das bolsas de Nova York tornou possível uma melhora também por aqui, inclusive pela recuperação de ações que vinham sendo fortemente penalizadas nas últimas semanas.

As altas superiores a 1% do petróleo nas bolsas de Nova York e Londres sustentaram as ações da Petrobras, que subiram 1,46% (ON) e 1,56% (PNA). No acumulado do mês, no entanto, os papéis refletiram as quedas da commodity e o risco político. Com isso, terminaram junho com quedas de 3,08% (ON) e 4,55% (PN). No semestre, as perdas somam 22,08% e 16,81%, respectivamente.

Na ponta contrária estiveram as ações da Vale, grande destaque de junho. Amparados pelas altas do minério e dos índices metálicos futuros, os papéis subiram 0,35% (ON) e 0,11% (PNA) no dia, acumulando 6,74% e 4,34% em junho, respectivamente. No semestre, Vale ON e PNA ganharam 16,11% e 18,70%. As ações refletiram, ainda, o processo de reestruturação, que levará a companhia a contar apenas com ações ordinárias. “Será bastante positivo para o acionista minoritário, pois a remodelagem vai favorecer a redução de risco de ingerência política na companhia”, disse Pedro Galdi, da Upside Investor.

O setor financeiro, bloco de maior peso no Ibovespa, teve uma sexta-feira de altas generalizadas. Itaú Unibanco PN subiu 0,66%, Bradesco PN ganhou 1,81% e BM&FBovespa ON, 1,13%. Todas encerraram junho com alta, à exceção de Banco do Brasil ON (-5,27%) e as units do Santander Brasil (-1,73%).

Tópicos

bovespa